saiba mais sobre o

Projeto Queixada

Fazenda 23 de Março foi um encontro muito feliz para mim após 13 anos no Pantanal Sul estudando a fauna e a flora da região. Como coordenadora da Wildlife Conservation Society – Brasil/Pantanal (WCS Brasil) coordenando o projeto “Protegendo a biodiversidade em Parceria com a comunidade rural do Mato Grosso do Sul”, trabalhamos para proteger a biodiversidade do Pantanal Brasileiro (planície e planalto) através da promoção de práticas de manejo de gado capaz de diminuir as pressões sobre os recursos naturais e ao mesmo tempo melhorar a produção do pecuarista. Para não ameaçar o Pantanal, o Cerrado tem de ser conservado, e como fazer isso? Uma das maneiras é estudar um animal indicador da saúde da floresta: Os Queixadas, também conhecidos como Tayassu pecari. Esses animais são do grupo ungulados, andam em bando grande de até 100 bichos, comem frutas e raiz, e precisam muito da floresta para sobreviver. Se a floresta for ruim, eles vão embora e desaparecem – mau sinal – mas se a floresta está bem os Queixadas estarão lá! A Fazenda 23 de Março é o nosso novo foco de estudo, porque existem queixadas e todos os outros animais do Pantanal. Os donos desta fazenda são unidos, extremamente prestativos, têm muito carinho pela educação, pesquisa, e a própria terra. O astral na Fazenda 23 de Março é muito agradável, com excelente guia e funcionários. Os Queixadas prestam serviços para a natureza. Eles servem de alimento para onças, eles dispersam sementes pela mata garantindo o nascimento de novas árvores e o crescimento de todo tipo de planta. Com os Queixadas todos têm uma chance: as onças ficam vivas, as árvores crescem, as aves se alimentam dos frutos, os macacos têm onde morar, e os rios conseguem sobreviver e criar peixes. Sabemos que tudo isso existe na Fazenda 23 de Março através de armadilhas de câmeras, e pelos nossos levantamentos de fauna e flora da área. A família da 23 de Março preserva mais do que os 20% de reserva exigida por lei, e não existe o impacto do gado no mato em comparação a outras áreas. Consequentemente, notamos a biodiversidade alta na fazenda devido a estas práticas sustentáveis. A parceria entre a Fazenda 23 de marco, Queixadas e pesquisadores é tudo de bom!

GALERIA DE FOTOS